Como aumentar a eficiência reprodutiva no sistema de cria

por Redação Portal IATF 2.502 views0

IMG_8386

Como aumentar a eficiência reprodutiva no sistema de cria

Você deseja saber qual a importância da eficiência reprodutiva para um sistema de pecuária de cria?

Entenda sobre a importância da eficiência reprodutiva.

Existe um enorme desafio entre promover o desenvolvimento econômico à conservação ambiental. Nesse contexto a eficiência reprodutiva se liga ao sistema de cria.

É notório como as possibilidades de tecnologia tem beneficiado o homem, a natureza e a expansão dos negócios na agropecuária.

As tecnologias maximizam o aproveitamento das áreas agrícolas, já em uso e pode promover maior engajamento de produtividade e diminuição da pressão de novas fronteiras agrícolas.

Existem dois aspectos principais sobre a reprodução eficiente bovina:

  1. Eficiência reprodutiva.
  2. E, melhoramento do animal.

Dessa forma, quando se fala em eficiência reprodutiva, nos referimos ao maior alcance de quantidade de bezerros que foram nascidos de determinada quantidade de fêmeas férteis.

Já sobre melhoramento animal, nos referimos a maior quantidade de carne obtida de cada gado. Portanto, eficiência é aumentar a quantia e também a qualidade dos bezerros.

A eficiência reprodutiva pode ser definida como a habilidade de fazer a vaca ficar gestante, após o parto – no menor prazo possível e com o menor número de coberturas.

É importante frisar que a produtividade diminui, quando a reprodução se torna ineficiente, por consequência, o número de bezerros disponíveis para corte, é diminuído, o mesmo se dá, para a reposição de matrizes. Tudo isso, acaba por aumentar os custos com coberturas e tratamentos.

Portanto, se uma fêmea for mantida em condições favoráveis, tem seu potencial maximizado para reprodução.

Importância da época de nascimento para a eficiência do sistema de cria

O estabelecimento de um período restrito para a estação de monta, mostra ser, muito eficaz.

Para os rebanhos de corte, a EM (estação de monta) – é feita nos períodos do verão e da primavera, quando as forragens são melhores.

Vacas que conseguem emprenhar mais cedo nesses períodos, conseguirão desmamar os bezerros mais rapidamente, e terão condições positivas para se recuperar, antes da próxima estação de monta.

Isso promove maiores chances de concepção e reduz os riscos de descarte voluntário.

Em um estudo realizado – Bocchi et al., 2004 – Bezerros da raça Nelore, nascidos entre 1976 e 2000, foram pesados no desmame, os resultados mostraram efeitos significativos, onde a época do nascimento, influenciou no bom peso do gado.

Como a IATF influencia numa maior eficiência do rebanho?

Isso ocorre, dado a antecipação da gestação de acordo com o período pós-parto, e também pela intensificação do uso da IA, como uma ferramenta de melhoramento genético.

Os benefícios a esse respeito são variados, como:

  • Concentração das parições nas melhores épocas do ano.
  • Elimina a necessidade de detecção do cio para realização do IA – que consequentemente eleva as taxas do serviço.
  • Aumento da taxa de prenhez.
  • Uso massivo de touros com elevado mérito genético.
  • Melhoramento genético.
  • E maior produtividade do rebanho.

Agora, você agropecuarista, já sabe o que precisa fazer para aumentar a eficiência reprodutiva no sistema de cria de sua fazenda!

Receba nossos conteúdos

Assine a lista e receba conteúdos exclusivos do portal

Obrigado! Sua assinatura foi confirmada com sucesso!

Gostou do artigo? Deixe seus comentários abaixo

comentários

Share This